Paper Towns – Trailer


Hello again!

Esta semana saiu o trailer do Paper Towns!! Finalmente temos uma ideia de como ficará o filme. Escrevi uma resenha sobre o livro em janeiro e estou empolgada para ver o filme!

Eu sou uma pessoa difícil de agradar e sinceramente acho que o trailer poderia ter sido mais bem pensado. Por exemplo, eles colocaram praticamente todos os pontos importantes da história no trailer! Nem eu fiz isso na minha resenha, como pode isso?! Mas tudo bem, o que interessa é que o filme está chegando e ele aparentemente vai ser lindo!

Eu amo John Green e acho genial estarem transformando os livros dele em filmes. Os livros dele me fazem pensar, nunca consigo “devorar” os livros dele pois eles costumam ser pesados e cheios de situações complexas. Demorei um pouco para terminar Looking for Alaska, por exemplo. Vou fazer um post sobre ele em breve!

Portanto, antes de ver o filme, minha recomendação é: LEIA O LIVRO!!

Não sei como enfatizar mais isso, hahaha! Acho que quem viu A Culpa é das Estrelas sem ter lido o livro deve ter sentido algo faltando, pois o livro preenche todas as entrelinhas que o filme deixa em aberto. Todos os sentimentos não comentados são expostos à análise, e eu adoro isso.

Para finalizar, viva John Green e viva Hollywood por levar nossos livros queridinhos às telas!

Anúncios

Indico: Amélie Poulain


Existe alguém nesse mundo que ainda não assistiu ou ouviu falar da Amélie?! Eu achava ser impossível, mas estes dias, dando aula (sou uma English teacher agora, gente!), descobri que existem pessoas que nunca ouviram falar do filme! Então, aqui está minha contribuição para o mundo: assistam O Fabuloso Destino de Amélie Poulain! 

Amélie quando criança

Não existe filme mais sonhador, mais excêntrico, mais meigo ou perfeito quanto Amélie. É um filme francês estrelando a perfeitíssima Audrey Tautou (fez também Coco Antes de Chanel, O Código Da Vinci, Coisas Belas e Sujas) e conta a história de Amélie, uma menina inocente que não tem muitas experiências na vida.

Amélie e seu mistério

Amélie foi criada sem muito afeto físico dos pais e tinha aulas em casa, da sua própria mãe. Amélie cresceu e se tornou uma moça doce, gentil e trabalhadora. Mas um dia ela embarca em uma aventura estranha e apaixonante…

Ela começa uma jornada de auto iluminação, de vinganças em nome alheio, de mistérios inesperados e de amor, puro e simplesmente.

O homem misterioso das fotos

Não que Amélie seja um romance, não mesmo. Na verdade, é mais uma comédia. Mas o gênero mesmo é cult, né? Um pouco alternativo este filme. Mas perfeito do jeito que é!

“Sem você, as emoções de hoje seriam somente uma pele morta das emoções do passado.”

Fica bem claro que eu sou apaixonada por esse filme, né? Acho que todos deveriam assistir ao menos uma vez. ❤

Assistam e voltem aqui pra dizer o que acharam, ok?! 😉

Indico: Douglas Adams e seu Guia dos Mochileiros das Galáxias


Olá, pessoas amadas que não desistem do Color Addicts (assim como eu)!

Hoje venho ao blog falar de um autor que sempre me fascinou, o sr. Douglas Adams.

Confesso que mesmo sendo uma pessoa que lê muito desde sempre, eu nem ao menos conhecia seus livros. Mas, há alguns anos (talvez uns 6 anos), reuni um pessoal do colégio para comemorar meu aniversário comendo bolo e vendo filmes – digam oi para a nerdinha que não queria festança, mas sim uma noite aconchegante com pessoas queridas – e um destes filmes era O Guia dos Mochileiros das Galáxias (The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy).

Imagine a situação: o mundo está acabando e seu melhor amigo te arrasta de casa de pijama e roupão para lhe dar a notícia… e ah! não se esqueça da sua toalha. Vamos, o mundo vai acabar, precisamos pegar uma carona para fora do planeta Terra. Seu primeiro pensamento é:

a) Meu amigo precisa de um médico… ou de um manicômio
b) Meu amigo andou fumando alguma coisa muito suspeita
ou c) Vou morrer! ?

O filme é estrelado por atores magníficos – o genial Martin Freeman (que hoje faz Watson no seriado Sherlock), a adorável Zooey Deschanel (New Girl, quem ainda não conhece?!), cantor de hip hop Mos Def (surpreendente como ator) e o ator mais eclético de todos os tempos, Sam Rockwell (fez Homem de Ferro 2, Frost/Nixon e À Espera de Um Milagre).

O filme é uma viagem (quase literalmente) e é capaz de mudar a sua visão de muitas coisas – uma delas é o golfinho.

Para fazer sentido de tudo que estou falando, você deveria assistir o filme OU ler o livro, o que você achar mais fácil. As duas opções valem MUITO a pena!

Mas voltando para minha história, lembro-me bem especificamente que meus amigos não acharam grande coisa do filme e eu achei extramente interessante. Quando foram embora, resolvi assistir de novo (!), sem interrupções, para entender melhor. Foi o suficiente para me deixar maravilhada com este universo sem pé nem cabeça e DE ONDE VEIO ISSO, MEU DEUS?

Da cabeça dele!

Aí sim descobri que veio da engenhosa mente do autor Douglas Adams.

Assim, acabei lendo seus livros e apaixonando-me cada vez mais por seu universo inusitado, e – por que não? – querendo viver lá mais do que aqui, nesse mundo onde nada muda!

Capa do ‘ultimate’ livro com os 5 volumes do Guia dos Mochileiros.

O que me inspirou a fazer este post foi o Dia da Toalha, que foi sexta feira passada, dia 25/5… também conhecido como dia dos Geeks, mas para os fãs do sr. Adams, é dia mesmo da toalha defensora. É uma data durante a qual comemoramos as obras do autor, uma homenagem às suas criações.

Para quem ficou curioso, veja os vídeos:

Trailer sem legenda, sorry!

Trecho do filme com legenda!

So long and thanks for all the fish!